Reitores participam do Seminário Gestão Sustentável

O IFSC foi sede na sexta-feira, dia 3, do Seminário Gestão Pública Sustentável, realizado na Reitoria e no qual foram discutidas iniciativas para a promoção da gestão sustentável na administração pública. O evento foi organizado pelo Fórum dos Reitores das Instituições Públicas de Santa Catarina e o Fórum de Gestão Integrada das Instituições Federais de Ensino de Santa Catarina (Forgifesc), dos quais o IFSC faz parte, junto com o Instituto Federal Catarinense (IFC), a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

SONY DSCNa abertura do evento, no auditório da Reitoria, o coordenador do Forgifesc, Érico de Ávila Madruga, considera que, juntas, as instituições conseguem debater e compartilhar problemas e soluções. A sustentabilidade, para ele, “deve ser entendida como um valor de gestão e ser responsabilidade de todos”. Érico lembrou de iniciativas conjuntas adotadas pelas instituições, como o edital de compra de materiais sustentáveis lançado neste ano.

A reitora do IFSC, Maria Clara Kaschny Schneider, afirmou na abertura que o compromisso das instituições de ensino é com a transformação da sociedade. Segundo ela, muitas iniciativas de promoção da sustentabilidade sofrem resistências culturais e são limitadas por questões legais, que precisam ser mudadas. Como exemplo, a reitora citou a adoção de um sistema on-line de circulação de memorandos no IFSC.

“As pessoas ainda queriam a cópia em papel, para ter um ‘recebido’ no documento”, lembrou. Para a reitora, a burocracia na gestão pública é um desafio a ser superado para alcançar a sustentabilidade. “Ainda me incomodo com a quantidade de papeis que temos que assinar. É emblemático. Pedem-se três cópias de um documento, mas para quê?”

SONY DSC

Na mesma linha, o reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Antônio Heronaldo de Sousa, destacou que há normas que as instituições públicas devem seguir que dificultam as ações sustentáveis. As instituições multicâmpus têm um desafio extra, pois precisam promover a gestão democrática, com a participação de todos os câmpus, o que gera mais gastos. Segundo o reitor da Udesc, as soluções sustentáveis podem ser encontradas internamente, pois as universidades são férteis em geração de conhecimento. “Acredito no papel da universidade de agente de transformação e de melhoria.”

As ações de sustentabilidade, para serem efetivas, devem ser assumidas pela gestão da instituição, na opinião da reitora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Roselane Neckel. Para ela, não adianta apenas um setor adotar práticas sustentáveis se a gestão central não tiver a sustentabilidade como valor, uma situação que ela relata ter vivido quando era diretora do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) da UFSC e implantou um sistema de reciclagem de resíduos, em 2004. “Projetos como esse só dão certo e vão para frente de forma sistêmica. Como não era uma política de gestão, não tínhamos como dar continuidade ao trabalho.”

PrintHoje a UFSC possui uma Coordenadoria de Gestão Ambiental, dentro da Pró-reitoria de Planejamento e Orçamento. A equipe ainda é pequena, segundo a reitora, que defende a contratação de profissionais capacitados para lidar com coleta e tratamento de resíduos nas instituições de ensino. Roselane coloca como um desafio “rever a política de compra e descarte” de materiais e investir no reaproveitamento.

Reitor da mais nova das instituições organizadoras do evento, Jaime Giolo, da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), comentou que a universidade incorporou o debate da sustentabilidade desde o seu nascimento, há cinco anos. “Todos os nossos cursos de Agronomia têm enfase na agroecologia, por exemplo. Temos a vantagem de, desde o início, poder fazer as coisas da maneira mais adequada.”

O reitor do Instituto Federal Catarinense, Francisco José Montório Sobral, avaliou que as instituições participantes do fórum têm realidades parecidas e, por isso, necessitam aproximar-se para debater temas em comum, como a gestão sustentável. “A sustentabilidade não é um tema da moda: estamos todos preocupados com o tema e discutindo ele”, afirma.

Depois da abertura, o Seminário Gestão Pública Sustentável teve painéis, exposição de banners, mesa redonda e debates. Compras e engenharia sustentável foram alguns dos temas abordados. Participaram do evento reitores, pró-reitores, diretores-gerais de câmpus, diretores e chefes da área de Administração, gestores e servidores dos setores de Compras e Engenharia, equipes responsáveis por gestão da sustentabilidade e alunos de cursos ligados a esse tema das cinco instituições organizadoras.

SAIBA MAIS SOBRE O EVENTO

Post sobre o Seminário Gestão Pública Sustentável no Blog da Reitora do IFSC

Notícia publicada no Portal do IFSC

Notícia publicada no Link Digital (blog dirigido aos servidores do IFSC)

Notícia publicada no Portal da Udesc


Transmissão do evento pela IFSCTV

Leia também as notícias publicadas antes do evento no Link Digital (IFSC), Informativo do IFC, Portal da Ilha, Portal da Udesc e Portal da UFSC.

VEJA ABAIXO AS APRESENTAÇÕES FEITAS DURANTE O EVENTO
A qualidade do gasto público
A3P
Compras compartilhadas
Eficiência energética

Publicado em Notícias